Site Versão em Inglês Site Versão em Espanhol
 
Facedbook twitter YouTube

Multimídia » Clipping
 
 
SEGUNDA-FEIRA, 13 DE AGOSTO DE 2012 | 10:42
 
Mantega diz que novos estímulos vão começar pela infraestrutura
 
O Governo Federal prepara diversos incentivos à indústria para atenuar o impacto da crise global, que desacelerou a economia do país, disse o ministro da Fazenda, Guido Mantega, em entrevista publicada neste domingo no jornal "Correio Braziliense".

A primeira fase desse pacote será anunciada na próxima quarta-feira e incluirá "uma expansão dos programas de investimentos em infraestrutura", que propiciará "um cenário de alta da economia" durante o segundo semestre deste ano, afirmou Mantega.

Leia mais: Governo vai anunciar novas medidas de estímulo nas próximas semanas

O ministro não revelou detalhes deste plano, que poderia incluir concessões ao setor privado, tanto nacional como estrangeiro, nas áreas de portos, aeroportos, estradas e ferrovias, e a reabertura da licitação para a construção de um trem de alta velocidade entre Rio de Janeiro e São Paulo.

Mantega admitiu que "muitos empresários se aterrorizaram" pelo agravamento da crise global e seu impacto no Brasil, que reduziu as previsões de crescimento para este ano dos 4,5% iniciais para menos de 3%.

Este pacote de incentivos, segundo o ministro, melhorará as percepções do setor privado, acelerará o ritmo do investimento privado e público e deverá reforçar a previsão inicial, que a economia brasileira chegue a expandir-se cerca de 4% neste ano.

"Será um conjunto de medidas que favorecerá o crescimento" pela via do investimento, "que é a prioridade do governo neste momento", indicou. Na opinião de Mantega, o cenário também não é negativo para o país se 2012 concluir com um crescimento econômico próximo de 3%. "

Veja ainda: Dilma lança estímulos ao investimento nesta quarta-feira

Uma boa taxa de expansão da economia é de uma média de 5%, mas isso quer dizer que um ano pode ser de 6% e outro ano de 3%, de modo que a média se mantenha", destacou.

Greves

O ministro também ratificou que, por causa da crise global, o governo mantém restrições orçamentárias que lhe impedem de atender as reivindicações de pelo menos 30 setores da administração pública que estão em greve por melhores salários.

"Mas isso não quer dizer que não haverá aumentos", comentou o ministro, lembrando que o governo ofereceu altas salariais de até 45% em três anos aos professores das universidades públicas, em greve há quase três meses.

Fonte: Economia-iG
 
Mais recentes
 
SEXTA-FEIRA, 23 DE AGOSTO DE 2019 | 08:35
 
Expectativa dos consumidores para a inflação anual recua para 5,1% em agosto, aponta FGV
 
O IPCA, considerado a inflação oficial do país, recuou em julho para 3,22% em 12 meses, ante os 3,37% registrados em junho
QUARTA-FEIRA, 21 DE AGOSTO DE 2019 | 08:55
 
Balança comercial tem superávit de US$ 701 milhões na 3a. semana de agosto
 
No mês, as exportações somam US$ 9,990 bilhões
SEGUNDA-FEIRA, 19 DE AGOSTO DE 2019 | 08:38
 
Governo e empresários planejam campanha para estimular economia
 
Semana do Brasil funcionará nos moldes do evento Black Friday
Confira todas as notícias
 
  
  

PEÇAS E COMPONENTES
Disponibilizamos através da Tba (www.tbatec.com.br) peças originais a pronta entrega, utilizadas em nossos equipamentos...
 
Se você tem Gascom,
você tem pós venda.

 

 
 
 

 
ß
 

® 2013 | Gascom Equipamentos Industriais | Todos os direitos reservados
Avenida Marginal Sérgio Cancian, 5293 | Sertãozinho | SP | Fone 16 2105-3622 | comercial@gascom.com.br
 
  » Inicial

» Empresa
    História
Localização
Clientes
» Produtos

» Serviços e Peças
    Assistência Técnica
Peças e Componentes

» Multimídia
    Notícias
Clipping
Sala de Imprensa
Eventos
» Contato
    Fale conosco
Solicite seu orçamento
Trabalhe conosco
Seja nosso fornecedor